No parque de diversões.

A vida é um brinquedo perigoso no parque de diversões e não podemos escolher entre aceitar ou rejeitar a entrada. Desde que respiremos estamos dentro. Looping e caídas que não se comparam aos seus desastres amorosos. Câmera lenta não existe, é tudo muito rápido. Até o carrinho parar e você ser o último a ser retirado no seu vagão. Vê clarão ou escuridão. Depende de como se comportou durante a estadia. Não sabe se é esse o fim ou se é apenas uma mensagem que precisa ser respondida imediatamente. Mensagem divina. 12/06/12

Advertisements

Mesmo com boa função, se torna ruim.

Para tudo de bom com muitos relatórios

Em que reside a fortuna grandiosa que se faz melhor.

O tempo é nosso amigo, que não para.

Que se faz de inimigo, retorna e separa.

Mesmo com uma função boa se torna ruim

e vice-versa.

O que um bem que quer um brilho matutino

Fará na luz do luar?

Posses de diferentes estados

Com mínimas e máximas doses de segredo.

Segredo não existe quando sou eu e eu.

O leitor e o transmissor.

Tudo bem se te fizer bem.

Combinação de grandes vidas para crescerem mais.

De grandes seres para haver concentração de angústias.

Naqueles locais para ficarem na mente.

Não diga que estou no andar de cima.

Porque até eu sei que esse é o último.

Entre as bolhas de ar conseguimos um pouco mais de vida.

A chuva cai aqui dentro, mas lá fora o sol reina.

E de tudo que foi feito, é o esquecido que prevalece.

Mesmo que ainda não vivido, o destino rege sem nenhuma preocupação.

12/06/12

Algumas doses.

Suspense para pouca originalidade.

Medo para pouco ser.

Criatividade que não tem em você.

Passado no futuro que está no presente.

(Futuro do passado que é o presente)

Mentiras que continuam atualmente.

Palavras que não tem forma.

Desconfiança para muito ingenuidade.

Ansiedade desnecessária.

Memória fraca para diversos instantes.

Importância alta para argumento nenhum.

Razão e certeza de algo totalmente errado.

Ego além do normal.

Vontade de se superar em tudo.

Amor para ficar em si,

Necessidade para nada legal.

Desejo para realizar quando adulto.

E tal nunca se torna vulto.

12/06/12

Nós juntos.

As mesmas saudades

Em diferentes cidades

Capaz de pensar que sou

Quando, na verdade, é você.

Momentos perfeitos

Amarrados, contidos

E o que está feito, está feito.

Sonhos incluindo você

Estão vivos principalmente de dia.

Memórias sãi vitais

Enquanto eu lia.

Nós somos pessoas diferentes

Eu sou a igual a

Você que é igual a mim

Nós somos nós.

Com nós entrelaçados e

Nós juntos.

O que parece não é tão relevante

Porque o que sabemos é o mais importante.

Eu te amo.

12/06/12

Roda gigante.

Rodas bordas
Brilhantes e investidas
Bonitas e sem ver
a quem alegrar.
Não acontece comigo.
Fácil falar quando nem espero
te encontrar e pelo telefone tudo
Consegue ser bom.
Não é tudo isso.
Então não fale que é!
Não minta para sua
Minúscula humanidade sem cérebro
Que acredita em tudo que conta.
Sai daqui.
Impertinente.
Argumento.
Sem cessar.
Sem mar.

Aquarela.

As nuvens deram trégua. Sumiram. Se foram. Não pedi para que fossem embora, mas foram do mesmo jeito. Dia chato, aulas chatas, escola chata, professores chatos…
Tenho esperança de uma tarde melhor, de uma noite com descanso, de um riso com dignidade. Pode ser um dia indiferente para você, você e você. Para mim tem a ver com o coração puro, feliz e sem ambição. Pode ser que o amanhã chegue para alguns, pode ser que para outros, nunca chegará. Depende do ponto de vista, do ser que precisa se adaptar, do corpo que precisa de espírito, da mansidão que procura um lugar. Seus belos olhos não se vão, mas dizem adeus. Vão sem querer ir, ficam sem querer ficar, ouvem sem querer ouvir porque é necessário. Nem tudo resiste a uma resposta negativa. Nem todo mundo entende a história como ela exatamente é. Favores são de indeterminada importância. Se puder, não peça. Peça do seu quebra-cabeças que estou a montar e a descobrir o quão interessante é a sua vida e nem mesmo você sabe. Folha para fazer chá. Chá para deixar pra lá. Tanto faz disse você pra mim. Só riso nesse canto de cá. Pode estar brincando. Pode ser amor, deixando sua mente e vindo aqui. Pessoas inibidas não deixarão de ser inibidas quando um qualquer (como ele) lhes falar isso. Não importa mesmo para ninguém quem você é, quem eu sou, o que você lê, o que você entende, o que você vem comentar comigo. O que me importa realmente é o que é que eu faço e isso implica a algum contestamento para a pessoa que eu amo. Se magoar, pensará. Pelas magias descobertas, pelos lindos cabelos. Nove e vinte e cinco. Claro que o melhor lugar é fora de onde estou. Qualquer outro lugar, menos aquele menor. Salve sua vida! Abrace um ente querido. Coloque óculos de sol e ignore o maldito que te faz suar. Seja quem quiser sem deixar de amar e de se importar com ambos princípios que viajam a galáxia e se envolvem no universo. E te envolvem naquele grande e magnífico sonho.
12/06/12